inova.jor

inova.jor

Na crise, transformar dados em informação de valor é essencial

Transformar dados em informação é necessário para o sucesso do negócio/ Pixabay
Transformar dados em informação é necessário para o sucesso do negócio/ Pixabay

Estamos, sem dúvida, atravessando um período crítico, de mudanças e o novo coronavírus veio nos trazer algumas lições também do ponto de vista de gestão dos nossos negócios, das nossas informações e de como tomamos decisões.

Meu olhar usualmente é, por vocação, mais focado na gestão do relacionamento com o cliente.

Porém, se pararmos para pensar, transformar dados em informação de valor é algo que pode fazer diferença nas mais diversas áreas e tipos de negócios, com ou sem pandemia.

A primeira transformação pela qual estamos sendo demandamos é na forma como trabalhamos, propriamente dita.

O home office veio na “marra” impor o seu valor.

Com isso, vamos aprender que devemos focar mais nas entregas, do que no tempo que nossos colaboradores e fornecedores passam em frente ao computador.

A tecnologia está aí para apoiar nesse sentido e temos visto bem isso na prática.

Mas, para que essa forma de trabalho funcione precisamos conhecer nosso negócio.

Dispor de informações que nos ajudem a realizar uma gestão próxima, mesmo que à distância.

Interpretação de dados

Marcelo Openheimer, da Meeta Solutions / Divulgação

Não é de hoje que falamos que os dados são a mola propulsora para atingirmos resultados e um dos pilares da transformação digital.

Seja qual for o segmento de mercado que a empresa atue, não dá para realizar o processo de tomada de decisão sem informação e, principalmente, sem ser preditivo. 

Um dos erros mais comuns que se comete em projetos de data analytics é remeter-se ao passado.

Não basta ter uma foto da operação e reafirmar o que sabemos que já aconteceu.

Visão de futuro é o que importa, é preciso antever cenários (uma semana, três meses ou até no próximo ano).

É por isso que o Data Science pode ser um forte apoiador e fazer a diferença em tempos de crise. 

Outro ponto de atenção é pensar na integração desses dados e em como acabar com os nichos de controle.

No que tange especificamente à área de relacionamento com o cliente, quando se trabalha o conceito de customer centric é preciso enxergar de forma holística, ter uma visão de 360 graus. 

Mas, se transferirmos isso mais uma vez isso para uma visão geral do negócio, essa importância é ainda maior. 

Descentralização da informação

A descentralização da informação é um erro bem comum quando falamos de um projeto de data analytics.

Se não bastasse a diversidade de bases de dados, é muito comum elas estarem espalhadas em diferentes locais e não conversarem entre si.

Essas informações provenientes de diferentes origens, quando são cruzadas, iluminam processos de decisão com insights novos, que até mesmo quem domina o negócio, desconhece.

E é isso que faz a grande diferença nesse momento: transformar dados em informação de valor e agregar inteligência seja qual for a operação.

Em suma, essa é a hora de provar o poder que a informação tem para o sucesso do nosso negócio.

É hora de sermos mais preditivos, mais analíticos e, mais do que nunca, termos uma visão integrada e ampla de tudo o que acontece à nossa volta.

Seja qual for o ramo de atividades, ao final, o objetivo é o mesmo: conquistar, reter e fidelizar o cliente.

Dias melhores virão e se estivermos preparados para isso; se tivermos feito a lição de casa e tivermos trabalhado para transformar dados em informação de valor, os resultados serão surpreendentes.

Publicações relacionadas

Demanda por serviços de nuvem incentiva terceirização de TI / Renato Cruz/inova.jor

Nuvem habilita processo de inovação nas empresas

De acordo com levantamento realizado pela consultoria Advance junto a mais de 1.300 empresas, em parceria com a Sky.One, março de 2020 mudou de maneira rápida e drástica a realidade de milhares de empresas. A pesquisa, que contemplou a visão de executivos da área de TI, revelou que os projetos de transformação digital[…]

Leia mais »
Vale do Silício não conseguiu dar resposta satisfatória ao coronavírus / Pixabay

Coronavírus expõe limites do modelo do Vale do Silício

O Vale do Silício, nos Estados Unidos, concentra gigantes da tecnologia e o mais rico ecossistema de inovação do mundo. A crise causada pelo novo coronavírus, no entanto, mostrou os limites do modelo de inovação da região, segundo a Technology Review: “Somos ótimos em criar soluções brilhantes, principalmente orientadas por[…]

Leia mais »