inova.jor

inova.jor

Experiência do cliente transforma os pagamentos globais

Os métodos de pagamentos têm mudado de acordo com as experiências dos clientes / Pixabay
Os métodos de pagamentos têm mudado de acordo com as experiências dos clientes / Pixabay

A experiência do cliente se tornou o centro da evolução dos sistemas de pagamento, com empresas buscando maneiras de tornar a transação de seus produtos e serviços mais integrada.

As movimentações nesse setor, incluindo pagamentos em tempo real e dados que aumentam a segurança, estão sendo impulsionadas, principalmente, por consumidores “naturalmente digitais”. 

À medida que novos players de tecnologia entram no mercado, buscando preencher as lacunas de experiência do cliente, instituições mais tradicionais aceleram o processo de inovação para não perderem participação.

Exemplos recentes de novos serviços incluem desde pagamentos “invisíveis” de aplicativos a assistentes digitais conectados integralmente a dispositivos móveis, por exemplo, que se propõem a simplificar várias transações diárias de pagamento.

Novos métodos de pagamentos

Luiz Antonio Sacco, da Ripple / Divulgação
Luiz Antonio Sacco, da Ripple / Divulgação

Para competir melhor, os bancos tradicionais estão se movimentando no intuito de oferecer vários métodos de pagamento para fornecer a melhor experiência possível ao cliente.

Os próprios reguladores também estão atentos e vislumbrando oportunidades de acelerar a movimentação do dinheiro em tempo real, proporcionando redução de custos operacionais, menos floating e mais inclusão financeira.  

O exemplo mais recente que temos no País é o projeto de pagamentos instantâneos PIX, apresentado recentemente pelo Banco Central que permitirá transações ponto a ponto, 24×7, em poucos segundos, por qualquer dispositivo ou até em caixas eletrônicos selecionados. 

Vale notar, no entanto, que ainda no Brasil, antes mesmo do projeto PIX entrar no ar ao final de 2020, já é possível experimentar as vantagens inegáveis dos pagamentos instantâneos.

Vários bancos, instituições financeiras e provedores de pagamentos percebendo essa tendência, se anteciparam e de forma inovadora lançaram soluções que permitem enviar dinheiro para vários países do mundo em segundos, de forma certa e segura, apoiados em tecnologias modernas como blockchain e a um custo muito reduzido ao cliente. 

Tão simples como enviar uma mensagem para outra pelo celular, os pagamentos instantâneos vão provocar uma situação curiosa: o que se torna “visível” ao cliente é justamente a “invisibilidade” do processo para realizar essa movimentação. 

Essa facilidade de mover o dinheiro como fazemos com as mensagens é o que hoje chamamos da “Internet de Valor”.

Ela já é uma realidade e pode trazer muitas oportunidades para aquelas instituições financeiras e provedores de pagamentos que mais rapidamente avançarem em sua implantação, pois os benefícios são tão evidentes que será impossível retardar essa grande transformação provocada pela experiência do cliente. 

  • Luiz Antonio Sacco é diretor geral da Ripple na América do Sul

Publicações relacionadas

Cooperação permite compartilhar esforço de gestão no corporate venturing / Divulgação

‘O corporate venturing começa errado no Brasil’

As empresas brasileiras começam a descobrir – e explorar – o conceito de corporate venturing. Vários casos recentes mostram corporações de grande e médio porte que alocam recursos para empresas nascentes, assim como fazem os fundos de venture capital. Esse modelo de investimento é interessante quando bem feito. Para grandes[…]

Leia mais »
Processos de onboarding passam por intensa transformação / Tiago Queiroz/inova.jor

Cinco tendências que vão transformar o onboarding

Os processos rotineiros de cadastro para uso de serviços (onboarding), como transações bancárias ou aluguel de veículos, já passam por intensas e inovadoras transformações. Cada vez mais pessoas realizam transações online, e empresas de diversos segmentos — em especial as financeiras — têm enfrentado dois grandes desafios: a digitalização dos[…]

Leia mais »