inova.jor

inova.jor

Como a tecnologia pode melhorar a oferta de crédito

Pintan (e.) e Vils (c.) falam sobre tecnologia aplicada ao crédito / inova.jor
Pintan (e.) e Vils (c.) falam sobre tecnologia aplicada ao crédito / inova.jor

A tecnologia pode ampliar o acesso de empresas, principalmente pequenas e médias, ao crédito.

No inova.jor cast desta semana, Marcio Pintan, head de produtos digitais da Captalys, e Eduardo Vils, fundador da Justa, conversaram sobre o tema com o jornalista Renato Cruz.

O podcast é publicado semanalmente no Spotify,  DeezeriTunes e SoundCloud.

Crédito durante a pandemia

Com a pandemia, a Justa teve de oferecer mais tecnologia e mais linhas de crédito a seus clientes.

“Rapidamente tivemos de mudar nossa tecnologia para atender segmentos que precisavam se reinventar”, afirmou Vils. “A crise fez com que a percebêssemos o movimento do pequeno varejo, que não tinha acesso à tecnologia.”

A Captalys decidiu prorrogar prazos de pagamento para seus clientes no início do isolamento social.

“O crédito é uma ferramenta para fazer com que as empresas cresçam, e não necessariamente para salvar empresas que estão morrendo”, explicou Pintan. “No final do dia, o melhor momento de manter essa empresa é entender o momento que ela está passando e conseguir se adaptar.”

Publicações relacionadas

Transformar dados em informação é necessário para o sucesso do negócio/ Pixabay

Na crise, transformar dados em informação de valor é essencial

Estamos, sem dúvida, atravessando um período crítico, de mudanças e o novo coronavírus veio nos trazer algumas lições também do ponto de vista de gestão dos nossos negócios, das nossas informações e de como tomamos decisões. Meu olhar usualmente é, por vocação, mais focado na gestão do relacionamento com o[…]

Leia mais »
A aceleradora Wayra, associada a Abraii, passa a integrar o grupo da Anprotec / Divulgação

Fusão entre Anprotec e Abraii aproxima incubadoras e aceleradoras

A fusão entre a Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec) e a Associação Brasileira de Empresas Aceleradoras de Inovação e Investimentos (Abraii) deve fortalecer o ambiente de empreendedorismo no País. Isso porque, juntas, as associações criam uma rede completa formada por startups, aceleradoras, incubadoras, parques tecnológicos e investidores interessados.[…]

Leia mais »