inova.jor

inova.jor

Prêmio Alexa de Acessibilidade recebe inscrições

Alexa: A Amazon doará R$100 mil em nome dos vencedores para ONGs selecionadas / Unsplash
A Amazon doará R$100 mil em nome dos vencedores para ONGs selecionadas / Unsplash

Em parceria com a AACD, Fundação Dorina Nowill para Cegos e Instituto Jô Clemente, a Amazon anunciou o Prêmio Alexa de Acessibilidade, para apoiar pessoas com deficiências no uso de tecnologia.

Os interessados devem desenvolver aplicativos ativados por voz (skills) para a assistente Alexa que promovam aumento da autonomia de pessoas com deficiências.

Entre os critérios de avaliação estão:

  • usabilidade,
  • qualidade do desenvolvimento,
  • design,
  • experiência do usuário, e
  • real impacto na vida de pessoas com deficiência.

Prêmios

Os 300 primeiros participantes que desenvolverem e colocarem à disposição skills elegíveis ao prêmio receberão uma caixa de som inteligente Echo Dot.

Posteriormente, serão escolhidas 10 skills. Seus desenvolvedores vão apresentá-las num pitching, com júri formado pela Amazon, OGNs parceiras e pessoas com deficiências apoiadas por essas instituições.

Por fim, serão escolhidos três vencedores, elegíveis aos seguintes prêmios:

  • O primeiro lugar ganhará R$ 10 mil, um Echo Studio e escolherá uma ONG entre as pré-selecionadas para receber doação de R$ 50 mil.
  • O segundo lugar ganhará R$ 5 mil, um Echo Show 8 e escolherá uma ONG para receber doação de R$ 35 mil.
  • O terceiro lugar ganhará um Echo Show 8, um Echo, um kit de casa inteligente e escolherá uma ONG que receberá doação de R$ 15 mil.

As inscrições terminam às 23h59 de 17 de dezembro.

Para saber mais e para se inscrever, acesse www.premioalexa.com.br.

Publicações relacionadas

Uma emenda de última hora à reforma política criou um mecanismo de censura na internet / Renato Cruz/inova.jor

Por que querem censurar a internet durante as eleições

Num momento em que muitos políticos são investigados e processados por corrupção, o Congresso decidiu criar um mecanismo para censurar publicações na internet durante as eleições, sem necessidade de decisão judicial. O pretexto é o combate às notícias falsas e aos perfis falsos nas redes sociais, mas, na prática, o[…]

Leia mais »
luizalabs

Conteúdo deve ser o item mais importante na gôndola do varejo do futuro

Para o varejo, as diferenças entre online e offline estão desaparecendo. Lojas virtuais estão abrindo suas versões físicas, varejistas tradicionais investem em interações digitais e novas ferramentas permitem que lojas sejam tão mensuráveis quanto um e-commerce. O consumidor, por sua vez, está cada vez mais ativo na busca por informações, melhores[…]

Leia mais »