inova.jor

inova.jor

Telemedicina amplia atendimento na saúde

Lottenberg (e.) e Cerri (c.) falam sobre telemedicina / inova.jor
Lottenberg (e.) e Cerri (c.) falam sobre telemedicina / inova.jor

A experiência durante a pandemia do novo coronavírus mostra que a telemedicina reduz custos e amplia o atendimento na saúde.

Claudio Lottenberg, presidente do conselho do Hospital Albert Einstein e do Instituto Coalizão Saúde, e Giovanni Cerri, presidente do conselho diretor do Instituto de Radiologia e da Comissão de Inovação do Hospital das Clínicas da faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, conversam sobre o tema com o jornalista Renato Cruz, no inova.jor cast.

O podcast é publicado semanalmente no Spotify,  DeezeriTunes e SoundCloud.

O futuro da telesaúde

Diante dos bons resultados, as experiências com a telemedicina devem se perpetuar após a pandemia.

“Virá um grau de exigência por parte da sociedade consumidora, que vai cobrar agora, com muito mais razão e muito mais consistência, celeridade de nossa parte”, destacou Lottenberg, do Hospital Albert Einstein.

Os dois especialistas destacam a necessidade de preparar os profissionais para que saibam trabalhar com tecnologia aplicada à medicina.

“Utilizar o nosso capital intelectual para poder inovar, poder achar soluções, expandir a telemedicina e expandir recursos tecnológicos sem impactar em aumento do custo é a solução para nós vencermos essa crise”, afirmou Cerri, do Hospital das Clínicas.

Publicações relacionadas

Christopher Klotzbach diretor da Flurry fala sobre mobile 2.0 / Mariana Lima / inova.jor

Para onde vai o mercado de aplicativos

Para Christopher Klotzbach, diretor da Flurry Analytics, a experiência dos usuários de aplicativos entra numa nova fase, que ele chama de Mobile 2.0. O executivo tem uma visão privilegiada desse mercado. Pertencente ao Yahoo, a Flurry opera uma plataforma usada por desenvolvedores para entender e acompanhar o perfil dos usuários de seus[…]

Leia mais »
Banking: Gustavo Fosse apresentou dados sobre hábitos dos clientes dos bancos / Renato Cruz/inova.jor

Celular supera internet banking em transferência e pagamento

O celular consolidou-se como meio preferido de os consumidores acessarem serviços financeiros. Segundo a Federação Brasileira de Bancos (Febraban), o número de transações com movimentação financeira feitas pelo celular cresceu 80% no ano passado. Foram feitos 2,5 bilhões de pagamentos e transferências (incluindo DOC e TED) pelo mobile banking em[…]

Leia mais »