inova.jor

inova.jor

Como o 5G pode incentivar o crescimento econômico

Oyama (e.) e Ogawa (c.) falam sobre o 5G / inova.jor
Oyama (e.) e Ogawa (c.) falam sobre o 5G / inova.jor

A quinta geração das comunicações móveis (5G) deve trazer impactos econômicos positivos, tornando as empresas mais eficientes e ajudando a vencer a crise causada pela pandemia.

Estudo da IHS Markit aponta que, até 2035, a cadeia global do 5G vai gerar US$ 3,6 trilhões, suportando 22,3 milhões de empregos.

Helio Oyama, diretor de Gerenciamento de Produto para América Latina da Qualcomm, e Márcia Ogawa, sócia-líder de Tecnologia, Mídia e Telecomunicação da Deloitte, falam sobre o impacto econômico da tecnologia no inova.jor cast.

Este é o segundo de uma série de três episódios que tratam do 5G, com apoio da Qualcomm.

O podcast é publicado semanalmente no Spotify,  DeezeriTunes e SoundCloud.

Redes privadas

Márcia Ogawa destaca setores da economia brasileira que podem ser beneficiados pela tecnologia.

“O Brasil é um país muito grande e muito diverso. Existem setores industriais altamente relevantes e estratégicos para o país, como agricultura, mineração, óleo e gás e a própria indústria manufatureira. E existe aplicação do 5G para essas indústrias”, afirma.

Hélio Oyama ressalta a importância das redes privadas de 5G para as empresas.

“Com o 5G, pela sua própria natureza de ser uma tecnologia sem fio, o tempo de realocação de máquinas vai diminuir de forma significativa, aumentando, portanto, a eficiência da indústria”, disse.

Para saber mais, ouça o podcast.

Publicações relacionadas

Com dívida de R$ 65,4 bilhões, a Oi entrou ontem com pedido de recuperação judicial / Pablo Gonzalez/Creative Commons

Como fica a Oi após a aprovação do plano de recuperação

A Oi diminuiu 19% desde 2010, ano em que comprou a Brasil Telecom. Segundo a consultoria Teleco, a operadora tinha registrado receita líquida de R$ 29,5 bilhões naquele ano. No período de 12 meses até setembro de 2017, o acumulado ficou em R$ 23,9 bilhões. Na madrugada de ontem (20/12),[…]

Leia mais »
HTC demonstra seu sistema de realidade virtual Vive / Renato Cruz/Inova.jor

MWC2016: Quatro tendências que mostram para onde vão as comunicações

BARCELONA O Mobile World Congress 2016, que aconteceu semana passada em Barcelona, mostrou quais são os planos da indústria de comunicações móveis para os próximos meses. A seguir, quatro tendências importantes apresentadas no evento: Smartphones “suficientemente bons” – os celulares inteligentes, que foram destaque de edições anteriores, não trouxeram grandes novidades[…]

Leia mais »