inova.jor

inova.jor

Setor financeiro investe em nuvem

Amorim (e.) e Barreiro (c.) falam sobre nuvem no mercado financeiro / Divulgação
Amorim (e.) e Barreiro (c.) falam sobre nuvem no mercado financeiro / Divulgação

O uso da nuvem no mercado financeiro se intensificou com a pandemia.

Guilherme Barreiro, diretor geral da Nextios, e Eduardo Amorim, head de infraestrutura, ITSM, RTB e Special Projects do Banco digio, conversaram sobre o tema com o jornalista Renato Cruz no inova.jor cast.

O podcast é publicado semanalmente no Spotify, Deezer,  iTunes e SoundCloud.

Nuvem no mercado financeiro

A nuvem tornou-se uma ferramenta importante para, por exemplo, agilizar o atendimento ao cliente.

“A migração para a nuvem me permite ter ganho de escala, ganho de segurança, agilidade para subir uma máquina ou para desligar uma máquina. É algo muito mais rápido do que se eu estivesse num data center próprio”, comento Eduardo de Amorim, do Banco digio.

Uma preocupação maior com segurança de dados acompanhou o aumento da utilização da nuvem, apesar de esse modelo ser, em geral, mais seguro do que o uso de data centers próprios.

“As empresas que mais investem em segurança no mundo são as fornecedoras de nuvem”, explica Guilherme Barreiro, da Nextios.

Para saber mais, ouça o podcast.

Comentários

comentários

Publicações relacionadas

Economia de tempo é vista como o principal benefício do usa da inteligência artificial no recrutamento / Renato Cruz/inova.jor

Como a inteligência artificial muda o recrutamento e seleção

A  inteligência artificial ganha relevância nas atividades de recrutamento e seleção. A tendência foi um dos destaques do estudo Global Recruiting Trends 2018, do LinkedIn. Setenta e seis por cento dos entrevistados (que incluem brasileiros) consideram que a inteligência artificial terá impacto de pelo menos alguma importância na contratação de[…]

Leia mais »
Fregonesi (e.) e Maurici Júnior falaram sobre inovação no varejo / Gabriel Rodrigues

Podcast: Como está a inovação no varejo brasileiro

Dark stores são lojas fechadas ao público, criadas para armazenamento e envio de produtos ao consumidor. Diferentemente dos centros de distribuição tradicionais, são menores e localizadas em grandes cidades. Essa é uma das tendências discutidas no episódio mais recente do inova.jor cast. Conversei sobre inovação no varejo com Eduardo Fregonesi,[…]

Leia mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *