inova.jor

inova.jor

Como novas tecnologias podem ampliar o saneamento

Quase metade da população brasileira não tem cobertura da rede de esgoto.

Carolina Mega Horaguti, gerente de marketing para Neve da Kimberly-Clark, e Luiz Fazio, presidente da Biosaneamento, conversaram com o jornalista Renato Cruz, no inova.jor cast, sobre como novas tecnologias podem ampliar o acesso ao saneamento básico.

O podcast é publicado semanalmente no Spotify, Deezer,  Apple Podcasts e SoundCloud.

Este episódio também está disponível como vídeo no canal do inova.jor no YouTube.

Saneamento básico universal

Dona da marca Neve, a Kimberly-Clark busca incentivar o desenvolvimento de tecnologias para tratamento de água e esgoto com a iniciativa Banheiros Mudam Vidas.

“Um dos objetivos do projeto é gerar conhecimento de que o saneamento básico é um tema importante para a população brasileira”, explica Carolina Mega Horaguti, da Kimberly-Clark.

Uma das startups que selecionadas pelo programa, a Biosaneamento leva soluções alternativas a comunidades para ajudar a resolver o problema.

“Tecnologias descentralizadas são essenciais para universalizar o saneamento básico”, diz Luiz Fazio, da Biosaneamento.

Para saber mais, ouça o podcast ou assista ao vídeo.

Inscreva-se no canal do inova.jor no YouTube.

Publicações relacionadas

Overdrives abre inscrições para 3º ciclo de aceleração

O Overdrives, centro de inovação da Uninassau, no Recife, está com inscrições abertas para o terceiro ciclo de aceleração. O programa tem como objetivo atrair startups brasileiras com potencial de sucesso e auxiliá-las em seus desenvolvimentos. Assim, as startups terão um aporte financeiro de até R$ 100 mil, com um[…]

Leia mais »
Geotecnologias: A Agrotools quer oferecer serviços em nuvem ao pequeno produtor / Secretaria de Agricultura e Abastecimento/Creative Commons

Startup oferece plataforma de compra e venda para o agronegócio

Em tempos de recessão, o agronegócio está entre os poucos setores que crescem no Brasil. Segundo a Confederação de Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), o avanço somou 4,28% nos primeiros dez meses de 2016. A WebGados foi criada para aproveitar esse cenário. Inicialmente, a ideia era criar uma plataforma de comercialização online de gado de corte e[…]

Leia mais »